A importância de gerir relacionamentos no Branding

Está difícil gerir a reputação no seu processo de branding? E o relacionamento com seus públicos? Acalme-se! O profissional de relações públicas pode te ajudar…e muito!

“As empresas estão em um grande aquário e todo mundo pode ver o que está acontecendo dentro”. A frase de Philip Kotler cabe como uma luva neste artigo. Nesta atual era da transparência, o relacionamento e a reputação se tornaram ativos intangíveis muito valiosos para as organizações.

É o que mostram os dados da Ocean Tomo  em pesquisa realizada em 2015: Nos últimos 20 anos, os ativos intangíveis passaram a representar 87% do valor de uma marca!

Reputação-relacionamento-ativos-intangíveis-branding

A reputação se constrói pouco a pouco, no dia a dia, na experiência das pessoas que se relacionam com a organização. Essa experiência é materializada na interação com os pontos de contato da marca. E as pessoas envolvidas na organização são fundamentais neste processo.

Pessoas e pontos de contato? O que isso tem a ver com relacionamento no branding?

Tudo a ver! Os pontos de contato são TODAS as oportunidades que a marca tem de gerar experiência com seus públicos.

Sua função é transmitir o DNA da marca  de forma homegênea e, principalmente, com credibilidade. Mas será que as pessoas envolvidas em uma organização podem funcionar como pontos de contato?

A resposta é SIM! Já que é por meio de pessoas que as marcas se tornam mais reais, mais humanas. Cito um exemplo: Ao ser atendido por alguém em uma loja, além dos pontos de contato visuais e sensitivos, a maneira como o atendente acolhe o consumidor fará toda a diferença em sua percepção da marca.

E isso não se restringe apenas aos consumidores! O relacionamento entre os diretores e os colaboradores de uma organização é fundamental para que os consumidores percebam de forma correta a essência da marca.

Todo o público interno, independente da hierarquia, precisa ter a consciência de que suas atitudes fazem parte da organização e refletem diretamente na reputação da marca, podendo contribuir tanto para seu sucesso quanto para seu fracasso.

Sendo assim, as estratégias de uma organização devem ser pensadas em função de tangibilizar a essência da marca para todos os públicos que se relacionam com ela – cada um à sua maneira. Além disso, um dos objetivos do branding é humanizar a marca  e investir na criação de vínculos entre pessoas e organizações pode ser o caminho mais apropriado para este fim.

E como fazer a marca se relacionar de forma adequada com públicos tão diversos?

Uma coisa é certa: construir relacionamentos duradouros já não é apenas mais uma estratégia de gestão; é uma estratégia de sobrevivência! No entanto, devido a sua importância, precisa ser conduzido por quem possui expertise no assunto. E é aí que entram os profissionais de relações públicas.

As relações públicas têm uma função mediadora na relação organização-públicos. Estes profissionais se apoiam em análises e pesquisas definindo cada público com suas devidas particularidades, o que facilita o relacionamento e a comunicação.

A partir desta análise, traçam estratégias direcionadas a cada um deles e realizam uma comunicação dirigida com o objetivo de alcançar os melhores resultados. Estes profissionais procuram também buscar garantias para que os anseios de cada público sejam considerados, respeitados e, sobretudo, contemplados nos processos que envolvem a gestão da empresa.

Relações públicas, gestor de relacionamentos, profissional de relações institucionais. Existem vários nomes por aí hoje em dia. Porém, o nome é o que menos importa! O que importa é ter, no processo do branding, um profissional habilitado para gerenciar estes relacionamentos e auxiliar na construção/manutenção da reputação da marca, aumentando assim, as chances de retorno financeiro, engajamento dos públicos e recomendações à organização.

 

Carlise Nascimento (Kaká)Carlise (Kaká) Nascimento é Relações Públicas, especialista nas áreas de comunicação digital, gestão do relacionamento, gestão e reputação de marcas, e comportamento do consumidor. É mestre em Comunicação, pela Universidade Federal de Goiás e faz doutorado em Comunicação e Consumo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-SP). Atua há mais de 10 anos com assessoria e consultoria nas áreas de pesquisa, comunicação e marketing. Também ministra treinamentos in company, aulas em pós-graduação e em graduação, tendo em seu currículo instituições como IPOG, UniALFA, Belas Artes (SP), Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e Universidade Federal de Goiás (UFG). É sócia-diretora de Relações Públicas na Hype Assessoria em Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *