o-bom-do-marketing

O “Boom” Do Marketing Digital

A tecnologia da informação é quem abriu as portas para o surgimento do Marketing Digital e a sua aplicação nas empresas de diversos setores atualmente. Mas como isso surgiu? Bom, basicamente deu-se início com a vinda dos primeiros chips na década de 60 que posteriormente veio o computador e diversos aparelhos como o discman, entre outros.
A revolução da tecnologia como é chamada desenvolveu o mundo a partir de uma forma que o mercado mudou a sua própria visão, ou seja, antes as organizações pensavam de forma interna e não expandiam a sua própria “caixa” no sentido de evoluírem e pensarem como o próprio consumidor age, o que ele deseja, as suas necessidades e outros valores, Esta técnica atualmente é conhecida como poder de compra do consumidor final, logicamente que tanto o pré e pós-venda são muito importantes neste processo também.
Foi a partir da década de 70, aproximadamente que as empresas começaram a abrir a sua “caixa”, onde entra a lei de Friedman o qual as organizações devem levar em conta seus ativos que são fundamentais para elas girarem. Esta lei leva em conta todos os custos e benefícios de estado versus não estado. Para a empresa está diretamente ligado a mercado que ela atua e a necessidade que ela tem perante isto, por exemplo, os benefícios que ela terá com uma nova tecnologia ou a implantação de um novo produto.
Com a tecnologia também veio à inovação uma ferramenta muito importante que vigora a criação, desenvolvimento, análise e aplicação de novas ideias no mercado e que possa, por exemplo, atingir um ápice de satisfação dos consumidores e por consequência aumentar as vendas.
Foi com a inovação que o Marketing Digital começou a ganhar mais espaço, além da própria internet que surge neste meio tempo. A internet sofreu uma série de transformações desde a década de 80 aproximadamente até hoje, ou melhor, ela ainda vem mudando.
As empresas perceberam com o tempo que a internet ia muito além do que o esperado para postar informações. As pessoas também virão que estas informações poderiam ser melhores aproveitadas tanto no dia a dia, quanto no ambiente profissional, foi aí que começaram a aplica-las e a desenvolver novas técnicas também.
A internet passou a ser reconhecida como uma forma de comunicação, onde era possível trocar conhecimentos e experiências com outras pessoas e empresas. Era e é possível descobrir sobre as empresas concorrentes, se informar melhor sobre o mercado de atuação, sobre os consumidores, desenvolver o networking, entre outras diversas formas. Outro fator é que estas informações disponíveis devem ser aproveitadas com cuidado, analisá-las bem para você mesmo não cair em uma armadilha, utilizá-la de forma incorreta ou até mesmo coletar informações e dados errados.
Para o Marketing Digital a internet é a base de tudo é onde é possível para as empresas a exposição delas de maneira online, através de websites, vendas de produtos, desenvolvimento de aplicativos para celulares, computadores, Ipads e outros.
Além do mais o Marketing Digital não precisa ser utilizando somente pelas empresas em si, pessoas do mundo todo vem usufruindo desta nova área também, através da criação de websites próprios para venda de produtos, para postarem informações em fóruns, blogs e sites pessoais, para compartilharem experiências de suas vidas pessoais no Facebook e pelo Instagran, etc.
Há várias maneiras para usar e abusar desta área. Mas para tudo deve ser levado em consideração o custo que você terá para desenvolver as plataformas de sites necessárias, o recomendável é que se inicie com plataformas mais baratas e conforme seu negócio for crescendo, opte por aprimorar isso, foque sempre no seu objetivo principal, o mercado que irá atuar, o consumidor, o que ele procura e o que você procura também.
Outra possibilidade são os blogs que onde você compartilha experiências sobre um determinado tema do seu interesse, o qual da maneira que for expandindo é possível trabalhar com o patrocínio de links, ou seja, empresas desenvolvem links ou aplicativos próprios e você pode compartilhar isto na sua página, uma parte dos lucros vai para você mesmo e outra para as empresas que forneceram os links.
Para estimular os valores dos links geralmente são utilizadas por clicks dos internautas, as visualizações deles por página também entram. Existem variadas formas de divulgação também.
Além destas técnicas de uso o Marketing Digital proporcionou um “BOOM” no quesito profissional, algumas empresas surgiram no mercado como é o caso das agências digitais que prestam serviços para outras empresas que ás vezes não optaram por ter este setor dentro delas. Uma grande empresa digital que permanece até hoje e soube aproveitar deste mercado foi a Scup conhecida pela sua plataforma de monitoramento das redes sociais, por exemplo.
Com a inovação, tecnologia, as empresas novas dentro deste mercado e os profissionais estipula-se que o Marketing Digital também colaborou para um aumento nas vendas de smartphones e tablets, o que acabou beneficiando as empresas como Apple e o Google que também investe diretamente em aplicativos e ferramentas como o Google Docs e Google Analytics.
Com os smartphone e tablets além de beneficiar as empresas favoreceu muito o consumidor, porque são aparelhos mais leves, portáteis que podemos levar para todos os lugares e permite que possamos estar sempre conectados com as informações com uma internet Wi-Fi. Veja melhor abaixo:

tabela

Fonte: http://www.emarketer.com/Article/Mobile-Takes-Increasing-Share-of-Email-Opens/1010087

A tecnologia é realmente algo incrível em minha opinião, ela consegue lançar oportunidades no mercado e basta somente nós aproveitarmos elas para desenvolvermos algo novo que seja diferenciado, útil e que agrade a todos os consumidores. Ela realmente abriu as portas para um novo mercado para novas áreas como o Marketing Digital e para novos profissionais.

Mas, por outro lado ela vem colocando em extinção jornais e revistas que são distribuídas de maneira física para as nossas mãos. O que fez as editoras migrarem para o meio digital e passaram a adotar tudo via online, como ocorre com estes sites que fornecem e-books onde é possível ler livros, revistas e jornais diretamente no seu tablete.

Referências:

– E Market, http://www.emarketer.com/Article/Mobile-Takes-Increasing-Share-of-Email-Opens/1010087 Acesso em: 19/09/2013 ás 13 hrs.

– Era dos Computadores, http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/geografia/0016.htmlAcessp em: 19/09/2013 ás 11 e 40 hrs.

– Lei de Friedman, http://www.ordemlivre.org/2011/12/david-friedman-e-o-mercado-de-leis/ Acesso em: 19/09/2013 ás 12 e 30 hrs.

– Marriotti, Humberto. Pensamento diferente: para lidar com a complexidade, a incerteza e a ilusão. São Paulo: Atlas, 2010.

– Marketing Digital, http://www.guiase.com.br/marketing-digital Acesso em: 19/09/2013 ás 12 hrs.

– Kotler, Philip. A Bíblia da Inovação. Lua de Papel, 2011.

– Scup, http://www.scup.com/pt/sobre-nos/quem-somos/ Acesso em: 19/09/2013 ás 12 e 15 hrs.

 

Untitled-2

Priscila Carvalho Ferrari

Formada em Administração de Empresas pela Universidade Anhembi Morumbi e com a pós-graduação em Gestão de Marcas e Branding pela Business School São Paulo. Apaixonada pela área de marketing, porém atualmente trabalha na área comercial. Gosta de viajar, comer em diferentes lugares e aprender novos idiomas. Ela acredita que inovação e criatividade caminham juntos no meio coorporativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *