O mundo contemporâneo se depara com uma sociedade super comunicativa, refém de escolhas intermináveis e saturação de informação. Tal quadro é alimentado por uma implacável concorrência no mercado de consumo aliada a uma constante evolução da tecnologia, que dentre muitos objetivos, atende às expectativas de relacionamento social e encurtamento das distâncias geográficas.

Neste cenário, assim como as empresas se vêm obrigadas a estar em constante evolução e melhoria, buscando alcançar ininterruptamente um diferencial competitivo em relação aos concorrentes, a situação com os profissionais é a mesma, visto que eles também precisam estar em constante evolução para acompanhar as mudanças no mercado e permanecer sempre na linha da frente.

Se pararmos para avaliar este momento pelo qual o mundo está passando, com o Covid-19, com a crise econômica e de quebra no Brasil a crise política, mais do que nunca o capital intelectual é o grande “super-homem” para encontrar saídas para a gestão dos negócios.

É nesse momento que a gestão da marca pessoal é imprescindível, pois ter controle sobre sua vida profissional e pessoal e ter claro aonde quer chegar, faz a diferença para conquistar o seu espaço no mercado e passar por este momento tão delicado.

Ter claro quais são seus objetivos e metas pessoais faz a diferença neste contexto, assim como pensar de forma estratégica só traz benefícios para a construção da marca pessoal no longo prazo. A escolha dos objetivos pessoais e sua compatibilização com as metas de uma organização não constituem tarefa fácil. Exigem muita autocrítica, capacidade de análise e de julgamento, entre outras qualidades. Outra característica muito importante para obter o sucesso pessoal é o aprimoramento contínuo e não importa a idade, o profissional que tem compromisso consigo mesmo sabe encontrar tempo para ler, estudar e se aperfeiçoar. Para se manter no mercado essa é uma das condições indispensáveis.

Dois pontos importantes no branding pessoal: reputação e repertório!

Quando o profissional está preocupado com sua reputação ele está efetivamente preocupado com a gestão da sua marca profissional e pessoal. Entender a sua importância no contexto mercadológico é fundamental para a visibilidade e diferenciação de sua presença neste ambiente.

Branding Pessoal

Branding Pessoal nada mais é do que a gestão da marca pessoal. O objetivo principal é criar valor para sua marca e gerenciar esse valor com competência, fazendo diferença com o seu conteúdo e identificando a sua imagem em todos os seus pontos de contato, ou melhor, em toda a sua rede de relacionamento.

A maior parte das decisões de compra se baseia na confiança e no sentimento de conexão, ou das emoções, que as pessoas sentem em relação a determinado produto, serviço ou indivíduo. Gerenciar esse processo exige habilidade do profissional e, por este motivo, o branding é essencial.

Marca pessoal é a percepção que o público tem da identidade do profissional, ou seja, do seu posicionamento estratégico, que determina qual a imagem ele quer passar, ou melhor, o DNA da sua marca pessoal. Como nas empresas, o profissional precisa revelar qual é a sua missão (razão de ser), visão (como quer ser lembrado) e valores (princípios éticos). A partir destes três elementos, ele estabelece uma estratégia de marketing pessoal que pode ser descrita como uma estratégia individual para atrair e desenvolver contatos e relacionamentos interessantes do ponto de vista pessoal e profissional. Passará a dar visibilidade às suas características, habilidades e competências relevantes na perspectiva da aceitação e do reconhecimento de suas potencialidades no mercado.  A credibilidade é despertada a partir da consistência da gestão desta imagem, ou seja, da gestão da marca deste profissional.

E neste momento o repertório é fundamental para dar credibilidade e despertar a consistência no branding pessoal. Investir na sua marca deve ser algo constante, ou seja, precisa estar antenado com o mercado e isso só é possível se este profissional estiver atualizado. E para isso, ele precisa ter o hábito de estar em constante aprendizado, seja através de livros, de cursos, da participação em eventos e congressos, com o objetivo de trazer e gerar novas ideias. Neste momento do Covid19, precisamos de profissionais pensantes e que possam contribuir com soluções emergenciais e que gerem resultados para as empresas, para o mercado e para sua marca pessoal.

Neste ponto, o propósito pessoal é importante para que essa busca  constante por  aprendizado seja relevante no seu branding pessoal.  A determinação do propósito é o ponto de partida para o profissional ser relevante através do seu repertório.

Case Oprah Winfrey

Oprah teve uma infância difícil que, para muitos, seria motivo de reclamar da vida ao invés de lutar por seu espaço no mundo. Ela vivenciou a pobreza extrema, a negligência, o racismo e o abuso sexual. Sua cabeça começou a mudar quando percebeu através dos livros uma saída para uma vida melhor. Aos 16 anos ganhou uma competição de oratória, que lhe garantiu uma bolsa de quatro anos no Tennessee State University e seguiu a carreira de jornalismo.

Oprah Winfrey virou apresentadora de televisão, atriz e empresária norte-americana, vencedora de múltiplos prêmios Emmy por seu programa The Oprah Winfrey Show, o talk show com maior audiência da história da televisão norte-americana. Sempre preocupada com sua reputação e repertório, hoje é uma das mulheres mais ricas do mundo. Quando pensamos na marca pessoal Oprah Winfrey, pensamos em simpatia e no empowerment das mulheres. Inspiração para muitos!

Author

Gestora Executiva do InfoBranding. Executiva de branding e de gestão do design, atuando no mercado corporativo como palestrante e consultora e no acadêmico como coordenadora e professora de pós-graduação. Coordenadora de cursos de pós-graduação na Belas Artes/São Paulo e na Unialfa/Goiânia. Mestra em Engenharia de Produção com foco em Gestão do Design e Branding pela Universidade Paulista, pós-graduada em Administração de Marketing e graduada em Administração de Empresas pela Fundação Álvares Penteado. Acumula também os títulos de extensão internacional em Negócios na EOI (Madrid) e na Andrés Bello (Chile), Marketing Digital pela HSM Educação, Ensino Superior pela Laureate International Universities, Propaganda e Marketing pela ESPM e Design Management pela LBDI. Autora e organizadora dos livros “Design Digital e Novas Mídias”, “InfoBranding – Práticas de Gestão de Marcas”, “Marketing e Gestão Comercial” e “Gestão do Design”. Assina diversos artigos publicados em congressos e revistas no Brasil e exterior; além disso, representou o Brasil como jurada do concurso internacional Best Brand Awards 2015 e trouxe para São Paulo o III Congresso Internacional de Branding em 2016.

Write A Comment