fbpx

BrandLovrs levanta R$ 35 milhões para transformar a Creator Economy na América Latina

A BrandLovrs, plataforma líder de Creator Marketing que usa tecnologia para unir criadores de conteúdo e marcas, acaba de receber um novo aporte de R$ 35 milhões liderado pela Kaszek, considerada a maior gestora de capital de risco da América Latina, e que já apoiou empresas como Nubank e Quinto Andar. Um cenário promissor para a startup liderada pelo empreendedor Rapha Avellar que, em menos de um ano de operação no mercado, triplicou a aposta dos investidores.

O novo aporte se soma ao pré-Seed de R$10 milhões que foi liderado pela Canary em abril de 2023, num total de R$ 45 milhões captados em menos de um ano. A plataforma também chamou a atenção de celebridades globais como Will I Am e J Balvin.

Um dos principais motivos que colocaram a BrandLovrs no radar de investidores como a Kaszek é o potencial do mercado em que a empresa opera. Situada no coração da Creator Economy, um ecossistema em expansão que se estima alcançar 1 bilhão de creators nos próximos cinco anos, a BrandLovrs está posicionada estrategicamente em um setor que, conforme análise recente do Goldman Sachs, deverá movimentar cerca de R$ 2,5 trilhões em escala global nos próximos anos.

Na prática, a BrandLovrs desenvolveu tecnologia para liderar esse movimento de transformação no mercado de influência ao operar como um marketplace, que torna escalável a colaboração entre marcas e creators. A plataforma já contabiliza mais de 150 mil creators que, para se conectarem com marcas e ganhar dinheiro, só precisam fazer o download gratuito do aplicativo.

Mariana Donangelo, sócia da Kaszek, reitera a aposta no modelo de negócio. “É um investimento numa startup com potencial enorme de crescimento, e acreditamos no core business definido pela BrandLovrs. Estamos falando do segundo país que mais consome redes sociais em todo o mundo, em que quase metade dos consumidores afirmam que um creator tem poder de influenciar sua decisão de compra. É a tempestade perfeita. A curto e médio prazo só enxergamos uma curva ascendente de crescimento”, explica.

A tecnologia já atraiu grandes marcas como Magazine Luiza, Reserva, Tinder, Mercado Livre, Claro, Burger King e Americanas. Focadas na eficiência, viram na tecnologia uma maneira de escalar a colaboração com creators de forma mais rentável, ao evitar, por exemplo, o excesso de intermediários na operação. “Hoje, esse mercado é tão ineficiente que muitas empresas trabalham em uma dinâmica onde, de cada real gasto, apenas 10 centavos se transformam em mídia de fato. Pior ainda, muitas nem sabem disso. Falta transparência”, diz Rapha Avellar, fundador e CEO da Brandlovrs.

“Diante deste cenário, não queríamos criar algo marginalmente melhor. Nossa obsessão era criar um produto que fosse capaz de redefinir a indústria. Foi literalmente o que fizemos”, completa o empreendedor, que também é creator há mais de 6 anos e conhece de perto o problema.

Por meio de uma assinatura mensal, o modelo da Brandlovrs oferece às marcas a liberdade para investir conforme suas necessidades, isentas das taxas de intermediação. Cada real investido em campanhas é convertido em ações efetivas, em um modelo transparente, que elimina ineficiências do mercado que fazem com que os custos fiquem bem mais caros.

“Somando os diferentes intermediadores dessas conexões, vemos um custo que é em média 10 vezes maior do que propomos ao criar uma ponte direta entre marcas e creators”, reforça Avellar. Esse sistema garante às empresas total autonomia para ampliar o alcance e potencializar o impacto de suas iniciativas, abrangendo as duas principais modalidades que a plataforma disponibiliza atualmente: performance e branding.

Os benefícios estão também na outra ponta – dos creators. Os algoritmos da empresa analisam milhões de data-points para criar recomendações personalizadas de conexão entre criadores e marcas, ampliando a renda dos criadores e permitindo que muitos passem a se dedicar 100% ao trabalho de criador de conteúdo. Milhares dos que estão conectados à startup já receberam mais de R$ 1 mil reais de renda extra a partir da ferramenta, com picos de ganho de R$ 50 mil e, em breve, acesso a serviços financeiros como, por exemplo, antecipação de recebíveis.

Somado ao potencial latente deste mercado, a tecnologia proprietária da empresa é uma aliada para o impacto social almejado. Sua missão é ser a plataforma que democratiza acesso, oportunidade e liberdade financeira para creators na América Latina. Ao ampliar a distribuição dos investimentos, há um impacto direto na composição de renda de milhares de criadores e, por consequência, no consumo e na economia.