Santa Fé, uma cidade localizada entre montanhas, linda por sua beleza natural, rica por sua história, encantadora por sua arquitetura que define claramente a sua identidade e que, ainda, sabe como receber de maneira diferenciada os seus turistas com os seus 71.000 moradores muito gentis e amáveis.

downtown

 

Estou tendo a oportunidade de vivenciar na prática como se faz place branding com a excelência de uma cidade. Como nas empresas e nos produtos a gestão de uma marca define a cultura dos negócios e como o mesmo deve ser conduzido para que seu propósito permaneça forte na mente e no coração do público-alvo. O mesmo acontece com as marcas das cidades.

O gerenciamento estratégico da marca de um município pode ser utilizado por uma nação como uma ferramenta relevante para promover, ao longo prazo, a atração de investimentos, de turistas, de empresas e de melhores acordos em parcerias internacionais para o local, vantagens competitivas, construção ou revisão de sua imagem, fortalecimento de seus diferenciais, aproveitando todas as oportunidades de melhorar sua posição no cenário internacional. Necessita, entretanto, um plano abrangente, investimentos sistemáticos e constantes. A marca de Santa Fé tem sido privilegiada e gerenciada com esta visão estratégica.

Uma das maiores riquezas do branding de Santa Fé é a generosidade dos moradores. Pessoas que tem orgulho de suas origens demonstram atenção aos turistas, o tempo todo, através de atitudes amigáveis, ressaltando sua origem espanhola, mexicana e finalmente americana. Santa Fé foi fundada pelo conquistador espanhol Don Pedro de Peralta, que iniciou uma colônia em 1610 e hoje pertence aos EUA. Um símbolo que reflete essa cultura são as ristras, um arranjo de réstias de pimentas secas, vistas em quase todos os lugares, utilizadas no tradicional prato espanhol chamado posole. Embora o principal objetivo seja preservar as pimentas para consumo posterior, as ristras são comumente usadas ​​com objetivo decorativo em áreas de produção de pimenta. Em Santa Fé estão presentes em quase todos os lugares.

ristras

Santa Fé é a mais antiga capital da América do Norte e o segundo maior estado em extensão territorial e possui o ar mais limpo dos Estados Unidos da América, de acordo com o American Lung Association. Rodeada por montanhas, tem como ponto focal a Plaza Central (centro da cidade) que abriga um mercado com souvenirs indígenas sob o portal do Palácio do Governo Regional, construído em 1600 que foi sede do governo por 300 anos. Em seu entorno há várias lojas glamorosas, cafés requintados e galerias de arte com trabalhos de artistas renomados como Georgia O’ Keefe e outros.

palace

A rica história e a bela arquitetura desta cidade fazem dela um dos destinos mais populares do país, segundo o guia da Folha de São Paulo. Santa Fé é famosa por seus edifícios de adobe, suas 250 galerias de arte e pelos quatro museus que integram o New México History Museum.

comercial

galeria

Em todos os locais que visitei sempre fui atendida com um sorriso e a famosa pergunta “Hi, how are you doing today?”(Como você está hoje?) or “How can I help you?”(Como posso te ajudar?) e sempre “Have a nice day” (Tenha um excelente dia). Todas as vezes que precisei de ajuda, seja no ônibus, no trem, ou uma dúvida na rua havia sempre alguém muito solícito e pronto para me direcionar. A organização e cultura da cidade, a gentileza das pessoas e a riqueza de sua arquitetura mostram a importância da gestão de marketing para que a essência da marca desta cidade permaneça na mente e no coração de todos que por aqui passaram e tiveram a oportunidade de vivenciar essa experiência. Eu, particularmente terei Santa Fé nas minhas lembranças e com certeza irei querer voltar para essa charmosa cidade.

Compartilhe!
error0
Author

Gestora Executiva do InfoBranding. Executiva de branding e de gestão do design, atuando no mercado corporativo como palestrante e consultora e no acadêmico como coordenadora e professora de pós-graduação. Coordenadora de cursos de pós-graduação na Belas Artes/São Paulo e na Unialfa/Goiânia. Mestra em Engenharia de Produção com foco em Gestão do Design e Branding pela Universidade Paulista, pós-graduada em Administração de Marketing e graduada em Administração de Empresas pela Fundação Álvares Penteado. Acumula também os títulos de extensão internacional em Negócios na EOI (Madrid) e na Andrés Bello (Chile), Marketing Digital pela HSM Educação, Ensino Superior pela Laureate International Universities, Propaganda e Marketing pela ESPM e Design Management pela LBDI. Autora e organizadora dos livros “Design Digital e Novas Mídias”, “InfoBranding – Práticas de Gestão de Marcas”, “Marketing e Gestão Comercial” e “Gestão do Design”. Assina diversos artigos publicados em congressos e revistas no Brasil e exterior; além disso, representou o Brasil como jurada do concurso internacional Best Brand Awards 2015 e trouxe para São Paulo o III Congresso Internacional de Branding em 2016.

Write A Comment