Por que o design é importante para gestão de negócios e para as marcas hoje em dia?

Se alguém já te perguntou isso e você não soube o que responder, além de “porque sim”, pode relaxar que vou te ajudar.

Brincadeiras à parte, essa é uma pergunta bem comum, afinal muitas vezes vamos ouvir que design é um item secundário, que só se investe em marca depois que o negócio começa a dar mais resultado, que dá para fazer mais barato, logo não é tão importante, pro MVP não precisa estar “bonito” e muitas outras coisas. A grande verdade é que tudo depende, mas principalmente do que pensam as lideranças da empresa ou projeto. E mesmo o assunto sendo discutido por várias pessoas gabaritadas e o tema sendo abordado em vários artigos, ainda vamos escutar esse tipo de coisa por um bom tempo.

E por esse motivo, saber articular sobre o valor do design é algo importante. Não adianta apenas falar, precisamos ter exemplos para estruturar nosso argumento e, há algum tempo, me deparei com um estudo da McKinsey&Company relatando aumentos de 32% no crescimento da receita e 56% no retorno aos acionistas para as empresas que possuem pontuações mais altas no MDI (MCKinsey Design Index). Ou seja, esse estudo revela que as empresas que mais se dedicam ao design acabam tendo mais retorno financeiro que as demais. (Se quiser saber mais, recomendo a leitura O valor de negócio do design)

O estudo é uma parte, mas para ajudar com a articulação gostaria de propor três pilares em que o design mostra ter um impacto relevante nas empresas, negócios e marcas. Eles são: Comunicação, Diferenciação e Eficiência (SIM, a tão querida eficiência).

Importância do design na comunicação

Acho que todo mundo sabe que um bom design deixa a comunicação mais bonita e agradável, né? Nem sempre!

Isso depende de para quem vamos nos comunicar e o que queremos comunicar. Um bom projeto de design (e design é projeto) envolve compreender o público-alvo entendendo as necessidades dele e, assim, definir a melhor estratégia de comunicação.

Mas, de forma geral, um bom design realmente pode criar uma comunicação visual mais clara e eficaz, garantindo que a mensagem correta chegue ao público. Além disso, uma identidade visual bem estruturada ajuda a posicionar o negócio dentro de um mercado específico ao mesmo tempo que busca diferenciação da concorrência.

Importância do design na diferenciação

Acho que me adiantei um pouco na parte de diferenciação e o que normalmente vem à cabeça é a qualidade, afinal, quem nunca teve como resposta que o diferencial de determinada empresa é a “qualidade”.

Uma vez ouvi que qualidade era o mínimo necessário para um negócio existir, e que isso não era fator de diferenciação. Precisamos mergulhar um pouco mais fundo e entender o que está por trás da “qualidade”, por exemplo: será que é a matéria-prima, o processo de produção ou uma IA integrada com a solução?

E sabe como fazer esse mergulho? Claro que é com design! Mas aí eu falo do processo em si (pode falar Design Thinking também) que é capaz de divergir e convergir ideias até sintetizar o que mais importa. E é assim que o design pode ajudar empresas a construir marcas fortes, com um olhar crítico para dentro, entendendo oportunidades, forças, fraquezas e iterando para melhorar a experiência do consumidor. E quando falo sobre experiência do consumidor, estou me referindo a um cenário bem completo envolvendo comunicação, serviço, produto físico e produto digital.

DICA: Design também pode ser um diferencial da sua empresa.

Importância do design na eficiência

Falamos de comunicação e diferenciação, mas se eu melhorar a comunicação com o meu consumidor e consigo diferenciar a minha empresa da concorrência, eu estou tornando o meu negócio mais eficiente? Sim, estou.

A ideia é bem simples, melhorar a comunicação pode ajudar tanto na divulgação como na maneira de usar um produto ou serviço. E a diferenciação nos destaca da concorrência, o que naturalmente já ajuda na eficiência de uma campanha reduzindo custo de aquisição e conversão.

Outro ponto é que uma das maiores dores de muitas empresas é conseguir colocar o cliente no centro do seu negócio e o design é um ótimo aliado para isso, pois naturalmente precisamos equilibrar objetivos de negócio com o entendimento do consumidor.

E se mesmo assim a pergunta “por que o design é importante para gestão de negócios e para as marcas” continuar?

Como já falei, precisamos de exemplos e existem muitas referências por aí, mas procure trazer projetos em que você esteve envolvido e que estejam conectados com o universo da pessoa que te perguntou. Um jeito eficiente e simples de apresentar os exemplos é pensando nessas três perguntas:

  1. Qual o problema ou oportunidade? Quem é o público impactado?
  2. O que foi feito? E o que é único do meu produto/serviço ou marca que foi explorado ou evidenciado?
  3. Qual o resultado de negócio obtido?

E sempre que possível, evidencie os pilares e o que eles podem representar dentro dessas perguntas. Comunicação é sobre entender contexto, emissor e interlocutor. Diferenciação é sobre descobrir o que a empresa tem que é único e a destaca, dando vantagem, e deve ser explorada em solução. Eficiência é sobre o resultado que a solução de design proporcionou. Afinal de contas, se não mudamos nenhum indicador, não existiu uma solução de design.

Diego Carrion: Líder e Professor com 12 anos de experiência em diversas áreas do Design. Possui experiência com gestão de marcas, design estratégico, pesquisa, UX e serviço em projetos para PME e grandes empresas. Atuou como Head de Marca e Design no Zé Delivery (Ambev/AB InBev) liderando diversos projetos que contribuíram para o crescimento exponencial e da expansão internacional. Professor das disciplinas de Fundamentos do Design e Acessibilidade, Usabilidade e Ergonomia do Centro Universitário Belas Artes e professor convidado de liderança na Escola Conquer.