Quando se trabalha no processo de valoração de uma marca, diversos itens são levados em consideração, como qualidade, tradição, custo e benefício. Ter uma marca que é referência faz toda diferença e impacta diretamente nos negócios das empresas. O cuidado com a imagem do negócio ou do produto pode tornar a empresa reconhecida e seus diferenciais em relação à concorrência é o que a torna especial e única.

Se para as empresas estes fatores são decisivos no momento de atrair clientes, realizar vendas ou firmar contratos, com a sua marca pessoal a premissa é a mesma. Já parou para pensar no que Silvio Santos, Xuxa, Neymar Júnior e Ronaldo Fenômeno têm em comum? Nem precisa ir tão longe: sabe aquele colega de trabalho que senta ao seu lado e passa credibilidade e confiança a todos os seus superiores? Todos eles possuem uma marca pessoal forte que os tornam altamente atrativos para empresas contratantes.

“Se você fosse criar uma marca nova no mercado, você gostaria que essa marca fosse somente “mais uma” ou que a sua marca fosse a mais querida, reconhecida, desejada, lembrada, a mais procurada e bem remunerada do mercado? Pois é, isso também acontece com pessoas, devemos construir uma marca pessoal onde o produto é você”, diz o especialista em marketing profissional e pessoal, Frederico Reis Pacheco.

E se esta é a sua meta para 2015, saiba que a construção de uma marca pessoal forte depende de algumas estratégias simples, porém bem definidas e que exigem atenção constante do profissional. Anderson Fernandes, palestrante há mais de 10 anos, escritor e executivo, explica que definir um “norte” é o primeiro passo para obter sucesso. “É muito comum que os profissionais não tenham um foco devidamente definido e com isso tenham uma estratégia dispersa e com poucos resultados. Apostar na internet é o caminho mais curto para disseminar uma marca forte. Tenha um site pessoal ou blog, participe de redes direcionadas, invista em conteúdo e aumente a sua rede de relacionamentos. A relevância e especialidade são altamente valorizadas na internet, por isso apegue-se ao seu foco”, conta.

Mesmo tendo a internet como forte aliada, tenha cuidado. Ela também pode colocar tudo a perder. Passar o dia conectado e achar que isso por si só garantirá resultados não é uma estratégia válida. “As redes são um apoio à marca pessoal, mas não devem ser o único canal. Pense e repense antes de fazer uma postagem evitando denegrir o seu marketing pessoal”, diz Fernandes. Vale ressaltar sempre: rede social não deve ser encarada como um livro aberto da vida particular e pessoal. Nada de fotos vulgares que exponham demais o corpo ou mensagens sobre a empresa onde trabalha. Escrever banalidades, frases com erros gramaticais ou postar fotos com bebidas alcoólicas também são ações proibidas nas redes. As empresas e empregadores olham os perfis de redes sociais antes das contratações.

O especialista também acredita ser importante a contratação de um personal branding ou coaching para avaliar suas ações de marca pessoal. “Avaliar o feedback de outras pessoas pode ajudar muito a compreensão de como você está conduzindo suas ações de marketing pessoal”, comenta. Vale ressaltar que todos estão sujeitos a cometer erros que poderiam manchar a própria marca, mas o maior deles é não fazer nada rapidamente. “Na maior parte dos casos um reconhecimento formal e um sincero pedido de desculpas seguido de ações que minimizem o fato ocorrido serão determinantes para manter a sua credibilidade”, diz.

Não importa que você seja um médico, um engenheiro, um analista de sistemas, uma secretária ou um terapeuta. Todos, de alguma forma, podem ser as melhores marcas pessoais para determinados nichos de mercado. E o mais importante, bem mais do que todas as dicas acima citadas, é escolher uma atividade que você tenha prazer em realizar, que vai de encontro com os seus princípios e valores de vida. Se você tiver paixão pelo faz, você certamente já terá percorrido mais da metade do caminho.

CONSULTAS:

www.melhorandopessoas.com.br

www.administradores.com.br

 

fotocamilaCamila Garcia

Formada em Jornalismo pela Universidade Guarulhos (UnG) e pós-graduada em Comunicação Integrada e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Trabalhou em jornais e revistas cobrindo editorias de economia, política, esportes, cidades, saúde e entretenimento.  Migrou para o segmento da comunicação empresarial e atualmente é Assessora de Comunicação da Universidade Guarulhos (UnG), sendo responsável pelos trabalhos de assessoria de imprensa, comunicação digital e conteúdos editoriais. Em 2012, teve duas produções laureadas pelo Selo Ambiental de Guarulhos.

Compartilhe!
error0

Write A Comment