fbpx

Reposicionamento da marca CDL/BH

Organização remodela identidade visual, comunicação e proposta de valor unindo tradição e contemporaneidade.

Em 28 de junho, no dia em que completa 63 anos, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) completou 63 anos e anunciou o seu reposicionamento de marca. O projeto de branding teve início em junho de 2022 e foi conduzido pela A10, consultoria de estratégia de marca, design e inovação, com sede em São Paulo e escritórios em Berlim, Nova York, Moscou, Joanesburgo, Xangai e Istambul.

“O principal objetivo deste reposicionamento é reiterar nossa força institucional e ampliar nossa participação mercadológica como referência em soluções para empresários do setor de comércio e serviços. Tudo isso alinhado com o nosso propósito de fazer de Belo Horizonte o melhor lugar para empreender e viver”, explica o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Nesta nova era, a organização lança o seu olhar para o futuro, mas sem perder de vista as conquistas e aprendizados do passado. Para isso, a remodelagem trabalhou em pilares de comunicação verbal e escrita, identidade visual e proposta de valor.

“Identificamos que a CDL/BH é o principal elo que une o setor de comércio e serviços da capital mineira ao poder público e às soluções que focam na transformação dos negócios por meio dos nossos produtos e soluções para todos os perfis de empresário, facilitando a vida do comerciante e promovendo transformação na área de vendas, redução de custos, gestão do negócio, controle da inadimplência e capacitação”, afirma a superintendente de mercado da CDL/BH, Lilian Santana. A partir dessa identificação, de acordo com a executiva, a marca passa a se posicionar no mercado não apenas como representante de um setor, mas como a via de transformação e fomento.

Tradição e contemporaneidade

Com uma forte ligação ao jeito mineiro de ser, a CDL/BH carrega traços tradicionais, que reforçam o legado construído ao longo das mais de seis décadas de atuação, mas também mostra-se aberta ao novo e movimenta-se para que a inovação se torne realidade na principal atividade econômica da cidade. Tudo isso é representado pela nova identidade visual da organização que, a partir de agora, ganha linhas curvilíneas. “O horizonte e a arquitetura da cidade são marcados por curvas acolhedoras que, nesta nova identidade, foram reinterpretadas com o objetivo de mostrar que a CDL/BH acompanha as mudanças da cidade que, cada vez mais, torna-se cosmopolita, mas sem abandonar suas raízes”, explica Marcelo de Souza e Silva.

A paleta de cores também foi repensada e passa a contar com cores mais suaves, em graduação pastel, intercaladas com tons vibrantes. O tradicional logotipo do sistema CDL, a nau fenícia – símbolo do movimento lojista que representa o veículo que era utilizado pelos fenícios para realizar a comercialização – é mantido. “O movimento está em nosso legado e nunca deixou de acontecer ao longo de toda trajetória da CDL/BH. Este símbolo continua nos direcionando rumo à transformação do setor de comércio e serviços da cidade e a partir de agora ampliamos ainda mais o olhar na busca de soluções a serem oferecidas a este segmento”, finaliza o presidente.