Tag

Branding e Negócios

Browsing
Empreendedora francesa fala sobre como construir uma marca apaixonante valorizando o propósito, experiência do consumidor e storytelling

O resultado de uma marca está atrelado à capacidade de envolver o consumidor em sua proposta de valor, proporcionando experiências memoráveis que se convertam em relacionamento e, potencialmente, no tão esperado fator “Wow”.

Simples de se descrever, porém muito difícil de se conquistar, esta situação de sucesso é fruto de muito planejamento, gestão, foco e, é claro, trabalho duro.

Foi exatamente o que encontrei conversando com Sandrine Billard, fundadora e gestora da marca Petit Louarth, cuja proposta você vai conhecer neste artigo.

Sandrine não começou a conversa me contando sobre sua trajetória ou origem de seu empreendimento como o esperado. Ao invés disso, ela me apresentou uma caixa, me incentivou a explorá-la e começou a analisar minha reação.

Começava ali a EXPERIÊNCIA com a marca. Não por acaso, um dos seus pilares mais importantes.

O que eu tinha em mãos era o Coffret, produto principal da Petit Louarth. Uma pequena caixa de preciosidades, feita para guardar objetos de valor, que na cultura francesa pode ser usado para joias, perfumes e pequenas recordações. Sandrine adaptou este conceito para a realidade brasileira e o projetou de maneira minuciosa, pensando nas principais e mais importantes recordações que os pais guardam durante o crescimento de seus filhos, oferecendo uma opção organizada, lúdica e repleta de gatilhos para despertar emoções profundas nos pais, filhos e familiares.


Vídeo de apresentação do produto com ênfase na experiência do usuário.

Com este gatilho Sandrine me envolveu na proposta e, mesmo sem ter filhos, percebi ali o valor do benefício ampliado que seu Coffret apresentava.  Mais do que um simples organizador, a Petit Louarth traz a possibilidade de construir uma história colaborativa em família, resultando em uma lembrança que se configura como uma plataforma para eternizar momentos especiais.

Itens como a primeira chupeta, os dentinhos, a naninha, fotos de maternidade, pelúcias e até mesmo uma régua de crescimento foram contemplados. Tudo para ajudar os pais e/ou familiares a construir a história de seus pequenos.

A partir desses conceitos e com base na paixão pela infância, nasceu a Petit Louarth que, além de encantar, configura-se como uma verdadeira aula de branding e empreendedorismo.

Já envolvido pela marca e o que ela representa, começamos a conversar sobre os aspectos técnicos que marcam a trajetória de Sandrine e sua marca.

Como muitos empreendedores, Sandrine começou sua marca com o objetivo de dedicar tempo a algo em que acreditava, mas fez isso de maneira consciente, analisando o ambiente e planejando cada passo.

Percebendo uma demanda pouco explorada, desenvolveu um produto, criou uma marca e buscou implementar a proposta de forma ágil e consciente.

Direcionou sua experiência em grandes multinacionais para estruturar um plano de negócios, definindo seus objetivos de curto, médio e longo prazo bem como elencando os principais KPIs que precisariam ser atingidos para validar ou não suas expectativas.

Neste processo, firmeza e rigidez com seu propósito a ajudaram a estruturar um compliance que clarificou e direcionou a escolha de fornecedores, com os quais alinhou suas expectativas e definiu critérios para a parceria. Visitou cada um deles para garantir que não exploravam trabalho infantil e que respeitavam a legislação trabalhista vigente no país, bem como verificou se atenderiam seu padrão de qualidade. Assim, sua trajetória nos deixa uma lição importante: por mais que o envolvimento emocional do empreendedor com sua marca seja importante para trazer aquele “brilho nos olhos” e “paixão” capazes de motivá-lo, é estritamente necessário manter certo grau de frieza para a tomada de decisão e acompanhamento essenciais para o sucesso.

A criação da marca:

No que diz respeito à criação da marca, Sandrine, assim como muitos empreendedores, não teve consultoria especializada, por outro lado, seguiu uma linha de raciocínio para transmitir toda sua proposta por meio do nome e identidade. Ela sabia que a marca precisaria remeter ao universo infantil de forma espontânea ao mesmo tempo que refletisse sua origem francesa. Por isso, escolher o nome “Petit” foi relativamente fácil. No entanto, Sandrine sabia que para o processo de registro e proteção da marca ela precisaria de algum diferencial que reforçasse a exclusividade e, para a segunda parte do nome, decidiu usar as iniciais dos seus filhos para formara a palavra “Louarth”. E aqui está uma sacada muito legal.

Logotipo da Petit Louarth, no qual a tipografia de aspecto mais manual se destaca e tem como suporte, a forma circular da lua com aplicação de textura que se alinha com os traços das ilustrações que dão vida ao produto.

Louarth” é a junção dos nomes Louise e Arthur, mas também se aproxima foneticamente da palavra “Lua” e “Arte” remetendo à ideia de sonho e do momento em que os pais colocam os filhos para dormir, contando histórias e fazendo carinho; ao mesmo tempo que remete ao esmero e atenção de um artista no seu processo de criação.

Como tagline, Sandrine definiu “A infância no fundo do coração”, amarrando todos os conceitos que representam sua marca e os valores que ela defende. Com o nome definido Sandrine alinhou suas ideias com um designer, responsável a dar vida à marca e ao produto.  Em um processo de cocriação refinou as propostas até chegar à uma identidade limpa, sem muitos elementos, que valorizasse o produto e utilizasse o logotipo como uma assinatura discreta. Afinal, para a Petit Louarth , a apresentação do conjunto do produto é mais importante do que colocar o logotipo em um local de grande destaque de forma a trazer um “ar muito comercial”.

Versões do Coffret em azul, rosa e amarelo. A marca aparece de forma discreta na lateral do produto, deixando destaque para as cores, ilustrações e mascotes da marca.

Ao falarmos da parceria com o designer, perguntei à Sandrine qual sua percepção em relação a escolha desse fornecedor com o objetivo de entender quais aspectos os designers devem levar em conta no momento de se posicionar. Sandrine então elencou compromisso e confiança como sendo as características principais, uma vez que por estar focado em desenvolver seu negócio, o empreendedor precisa ter a tranquilidade de que seus prazos serão cumpridos e de que terá uma solução e não mais uma dor de cabeça.

Storytelling, o gatilho para a propagação da marca:

Com a ideia concretizada, o storytelling ganha papel de destaque na estratégia da Petit Louarth, uma vez que transmite a mensagem da marca de forma a evolver o consumidor em sua experiência. Toda a ideia de guardar as lembranças para deixar um legado envolve e encoraja as pessoas a agirem em torno do uso do produto, elevando a marca a um papel central na construção de seu legado familiar.

Quando aplicado de maneira bem estruturada, o storytelling contribui para o posicionamento da marca, ajudando com que ela se propague via recomendação de um para muitos, explorando as conexões entre as pessoas.

Tal conexão é fundamental na jornada do consumidor de hoje em dia, que busca em seus pares a validação de suas percepções, por meio de indicações e reviews. Além de ser determinante para a construção de conhecimento de marca (brand awareness) por meio da advocacia de marca.

Padrão ideal para a jornada do consumidor, apresentada por Kotler no livro Marketing 4.0. Destacamos a terceira etapa, referente a validação com a rede de contatos e a quinta etapa, referente à advocacia após a experiência com a marca. Ou seja, de um cenário no qual o consumidor identifica a marca dentre tantas outras opções, ele refina a percepção, decide experimentar a marca e, se a percepção final for positiva, ele tende a passar a mensagem adiante e ajuda a influenciar potenciais consumidores.

O MVP e os planos para o futuro:

Hoje a Petit Louarth ainda é uma marca nova, com menos de dois anos de existência desde sua concepção. Ciente desta realidade, Sandrine encara seu Coffret como um MVP – Minimum Viable Product ou Mínimo Produto Víavel, que testa e valida a proposta conforme mediante sua aceitação.

Por conta do foco na qualidade e pouca escala, o produto da Petit Louarth tem um alto custo de produção e, por consequência, um preço um pouco elevado que o direciona à classe A. Além disso, por se tratar de um produto novo, a marca ainda está na fase de apresentá-lo ao mercado, o que exige grande esforço e atenção; tanto para feedbacks positivos quanto, e principalmente, para feedbacks negativos, com os quais a marca poderá aprender.

Para esse processo Sandrine conta com a expertise da Midiaria.com, também parceira do InfoBranding, para posicionar a marca no ambiente digital e difundir sua proposta para a mídia especializada, utilizando-se da estratégia de relações públicas, mídias sociais e pequenos eventos para influencers.

Exemplo da comunicação da marca em redes sociais e encontro com influencers, no qual a Sandrine apresenta a marca e discute assuntos relacionados ao seu universo.

A ideia da Petit Louarth é aumentar sua escala e levar fazer com que cada vez mais famílias construam suas histórias de forma organizada e lúdica!

Conheça um pouco mais sobre a Petit Louarth aqui.

Sandrine Billard possui formação em administração e gestão de empresas, com atuação em grandes multinacionais com foco em varejo. Veio para o Brasil para implementar negócios de origem Francesa, 13 anos depois, apaixonada por nosso país, decidiu ficar e empreender.

Gostou do case da Petit Louarth? Comente aqui e compartilhe!

Compartilhe!
error0

Saiba o que nos chamou atenção no tão aguardado evento da marca

Aconteceu hoje o Apple Special Event, evento anual que a marca realiza no mês de setembro para apresentar todas as suas novidades ao mercado, em especial, a atualização na linha do iPhone.

Além da grande expectativa criada, o evento desencadeia uma série de especulações e análises sobre a marca e o rumo de seus produtos, tanto no que diz respeito à tecnologia, quanto aos serviços relacionados, colocando-a em posição de destaque na mídia.

Afinal, a Apple sabe como fazer branding! Estabelecendo-se como a marca mais valiosa do mundo mesmo com seus resultados e participação de mercado ameaçados por grandes concorrentes como o sistema operacional Android do Google (segunda marca mais valiosa do mundo), a sul-coreana Samsung e, mais recentemente, a chinesa Huawei.

Tudo isso é o que acirra as discussões de Apple X Samsung, Android X IOS e Marca X Reais avanços tecnológicos, trazendo um gostinho todo especial para quem acompanha o mercado de tecnologia!

Mas vamos ao que realmente importa: o evento de hoje!

Acompanhamos sua transmissão direto do Steve Jobs Theater e reunimos o que achamos de mais interessante da performance de Tim Cook, CEO da Apple, e sua equipe.

Tim Cook apresentando o IPhone 11

Embora a tecnologia e sua evolução nos fascine, este não é o foco de nossa abordagem. Queremos mesmo é falar sobre branding e como a Apple reforça seu posicionamento por meio deste tipo de ação.

O Apple Special Event é um verdadeiro acontecimento, esperado por especialistas e consumidores aficionados pelo universo da Apple. Seu propósito é unificar os lançamentos da marca e marcar um “ponto de virada” em sua linha de produtos, tecnologias e diretrizes do mercado.

Tudo é pensado para reforçar a experiência superior que a Apple ostenta desde a época do icônico Steve Jobs. E a receita parece funcionar: crie expectativas em relação a seus próximos passos, chame atenção da mídia, reúna um grupo seleto de especialistas e early adopters para presenciar as apresentações, transmita para o mundo e, o mais importante: conte estórias que coloquem o usuário como fonte de inspiração e centro de todos os avanços implementados.

Foi o que saltou aos nossos olhos na apresentação de hoje.

Um dos destaques é o caminho que a marca segue em direção aos serviços de streaming com preços acessíveis e conteúdos próprios desenvolvidos por produtores de renome, com participação de artistas do momento e abordando temas plurais que atendam a todas as idades e gostos, atualizados mensalmente em sua plataforma.

Se a Apple revolucionou o mercado da música com o iTunes e o iPod, agora ela mira nos games e conteúdos on demand, fazendo parcerias com gigantes como a Capcom e estruturando uma plataforma de conteúdo para bater de frente com a Netflix, Amazon Prime e Disney +. Estamos falando respectivamente do Apple Arcade e Apple TV +, este último compartilhando o mesmo elemento que o serviço recém lançado da Disney.

Destaque para a abordagem do Apple Arcade e Apple TV +

A diferença está no fato da Apple, além de oferecer os serviços com foco em simplicidade e usabilidade facilitada, oferece também os gadgets necessários para que toda a experiência aconteça. Nesse sentido, a nova linha de iPhones apresenta, dentre outras coisas, uma qualidade de imagem superior e um sistema de som imersivo compatível com a tecnologia Dolby Atmos.

Outro aspecto que nos chamou atenção é o foco em impactar a maneira como os usuários realizam suas tarefas e exploram sua criatividade, unindo hardware e software que, juntos, potencializam a criatividade e a criação de imagens, edição de vídeos e maneira como se pode criar e compartilhar conteúdo no mundo digital.

A sétima geração do iPad ganha um nome próprio: iPad OS. Dentre as novidades destacam-se o Slide Over e Split View, que facilitam o uso de diversos apps de forma simultânea, além, é claro, de uma tela maior, com mais resolução; nova câmera e sensores atualizados.

Já o iPhone 11 e o iPhone 11 Pro traz por meio de suas potentes câmeras, a possibilidade de criar imagens e vídeos com uma qualidade nunca antes vista em dispositivos portáteis, trazendo ao alcance dos usuários toda a qualidade de grandes produções profissionais. Isso impacta o usuário comum, mas, principalmente, traz grandes oportunidades para pequenos empreendedores impulsionarem seus negócios.

Novos recursos do IPhone 11 Pro

O Apple Watch por sua vez reforçou sua importância para além das facilidades mais óbvias, explorando sua capacidade de auxiliar no acompanhamento da saúde do usuário, com destaque para saúde da mulher, acompanhamento cardíaco, de movimentos e também saúde auditiva.

Para fechar a apresentação o destaque foi para o Apple Retail, ou seja, a experiência de varejo da marca nas suas lojas, na qual reforçaram a importância dos colaboradores no atendimento aos consumidores e, principalmente, mostram um claro direcionamento para a customização.

Apple Watch Studio

 Nos moldes da Nike Concept Store, a Apple traz o Apple Watch Studio, experiência segundo a qual o usuário customiza o produto com o suporte da equipe e de diversos acessórios.

Também foi anunciada a reinauguração da loja da Quinta Avenida em Nova York, aquela com o cubo de vidro próxima ao Central Park, que acontece no dia 20 de setembro, mesmo dia no qual os novos produtos estarão disponíveis para venda. Imagine só o alvoroço que presenciaremos em Manhattan!

Prévia da Apple Store na Quinta Avenida

Gostou? Confira todas as novidades no site da Apple, atualizado logo após o evento, deixando o mundo todo a par das novidades sem delay!

Confira um vídeo com os melhores momentos do evento:

Compartilhe!
error0

Dia 25 de Maio aconteceu o evento Branding: Estratégia para Alavancar Negócios, uma iniciativa do InfoBranding e da Mentorii Comunicação para colocar o branding em discussão entre empreendedores em São José dos Campos e região do Vale do Paraiba.

Os temas foram estruturados de forma a mostrar ao empresariado como  a gestão de marca pode contribuir para a alavancagem do negócio, destacando-o das inúmera opções que disputam espaço no mercado e transmitindo valor para o público, tanto interno quanto externo à empresa.

O desafio de Branding na Gestão dos Negócios

Marcia Auriani, executiva de branding e gestora do InfoBranding, abriu as apresentações explorando o conceito de marca e sua abrangência, ilustrando com exemplos e aproximando sua percepção estratégica da realidade das empresas de menor porte que, muitas vezes, acabam por acreditar que a gestão de marcas é só para grandes.

Marcas orientadas pelo Propósito

A partir dos conceitos apresentados, Gabriel Meneses, gestor executivo de branding e design do InfoBranding aprofundou o tema do Propósito de Marca, abordando sua importância na sustentação da estratégia de branding (gestão de marcas) e mostrando, em forma de passo a passo, como trazer o conceito para a prática, de forma a mostrar para o empreendedor que aquilo que o diferencia e sustenta sua identificação e relacionamento com o público, pode sim ser colocado na prática, dependendo menos de grandes investimentos e mais de atitudes, atenção e força de vontade.

Marca INVOZ – Integrando Vozes Para O Futuro

Para fechar a equipe da Mentorii Comunicação, representada por Daniel Borges, Marcos Almeida e Vera Coralino consolidou os conceitos apresentados através da apresentação do case da marca Invoz – Integrando Vozes para o Futuro, do Instituto Ozires Silvas. O case transbordou propósito e gestão no seu desenvolvimento e, mostrou de maneira certeira, como é possível fazer uma marca acontecer através da gestão cuidadosa de todos os detalhes que integram uma estratégia de marca.

Após a apresentação os palestrantes e plateia interagiram e levaram adiante uma saudável troca de ideias, consolidando o sucesso do evento na integração e na necessidade de se discutir temas que podem fazer a diferença no mercado.

Temos certeza que muitos projetos virão desse encontro e, a gestão de marca, estará cada vez mais consolidada no empreendedorismo de nosso país.

A todos os envolvidos fica o nosso muito obrigado. Tenham a certeza que estamos sempre a disposição para falar de marcas, ideias e afins.

Compartilhe!
error0