Tag

marketing esportivo

Browsing

Vamos falar de esporte. Mais precisamente de uma marca mundial muito famosa, que por curiosidade o esporte no qual ela atua não é dos mais praticados do mundo.

tattooEsqueçam Flamengo, Barcelona, Real Madrid, Los Angeles Lakers, essas marcas não chegam aos pés do New York Yankees, o time de baseball que transcendeu o ambiente esportivo e se tornou um dos símbolos mais importantes da moda urbana.

Hoje, em qualquer lugar do mundo é possível encontrar pelo menos uma pessoa ostentando um boné com o logotipo da marca. Os Yankees são uma unanimidade, mesmo atuando num esporte que nem é o mais popular de seu país, perde para o futebol americano.

Um dos símbolos de Nova York, cidade considerada a Capital do Mundo, situado no popular bairro do Bronx, com seu templo Yankee Stadium, o time existe há mais de 100 anos, é o maior campeão da MLB, liga norte-americana de baseball e tem um valor de mercado de US$ 2,5 bilhões, sendo considerada uma das equipes esportivas mais valiosas do mundo*.
http://youtu.be/X03_bNuihLU
A marca dos Yankees define um estilo de vida, é extremamente tradicional, com uma torcida fanática, é parte importante da cultura nova-iorquina, envolve famosos, atletas de outros esportes e países, músicos, pessoas do mundo inteiro, além de representar um bairro tão peculiar que abriga pessoas de diversas origens e classes sociais como o Bronx.

jay

NY Yankees – Nossa história. Sua tradição!

*fonte: http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2014/07/real-madri-e-equipe-mais-valiosa-do-mundo.html

Compartilhe!
error0

A Under Armour, marca americana de roupas e equipamentos esportivos fez uma contratação de peso para sua nova campanha: I Will What I Want, nada mais nada menos que a super modelo Gisele Bündchen, o que gerou diversos comentários (positivos e negativos), não só pela escolha, mas também pelo valor ofertado em mais de U$25 milhões.

Entretanto, parece que foi muito bem pensado este papel para ela, que apesar de nunca ter feito campanhas para marcas esportivas, seu marido é o famoso e também patrocinado jogador de futebol americano,Tom Brady; a campanha será lançada no dia da abertura da temporada da NFL, liga de futebol americano.

O teaser lançado no Youtube já fez com que as ações da empresa se valorizassem em 4%, um aumento de U$ 591 milhões no seu valor de mercado.

Outro fator importante é que a marca chegou a pouco tempo no Brasil e com a modelo brasileira em suas campanhas, promete alavancar as novas operações e gerar muita mídia espontânea.

O primeiro vídeo da campanha com ela mostra os comentários dos internautas na parede, críticas e elogios que parecem a deixar com uma fúria que a faz chutar e socar o saco de areia, mostrando exatamente  o porque ela foi contratada: Eu sou o que eu quero ser.

Realmente uma estratégia arrojada que já mostrou sucesso antes mesmo de ser lançada.

Compartilhe!
error0

Já falamos em um artigo anterior do Felipe sobre um mito que virou marca no basquete mundial, Michael Jordan (http://ibranding.tk/1czK3IB) e agora vou falar de outro mito que se tornou uma marca de sucesso.

O jamaicano Usain Bolt, quem não o conhece? Homem mais rápido do mundo, detentor de records em cima de records, como o dos 100m e 200m rasos mundiais, e no revezamento 4x100m, 6 medalhas de ouro em 2 olimpíadas que participou, maior vencedor do campeonato mundial de atletismo, recentemente conquistado na Rússia, superando grandes nomes da modalidade como Michael Johnson e Carl Lewis, ambos americanos.

O que o torna uma marca de sucesso? Bolt é um cara irreverente, chama atenção por onde passa com seus 1,96m, simpático, sorridente, de personalidade marcante, carismático conversa com todos da imprensa, um verdadeiro show man. E quem nunca imitou a sua pose depois de suas vitórias?

Bolt e sua pose
Bolt e sua pose

Aliado a PUMA, seus produtos são sucesso de vendas, alavancou um terceiro lugar em vendas de produtos de atletismo para a mesma. Outras marcas também usam do seu estilo para se promover (Visa, Nissan, Virgin, Westfield e a própria Jamaica, que se tornou grande potência no atletismo), ano passado ele foi listado como o atleta com melhor potencial mercadológico com forte apelo publicitário, levando em consideração quesitos como exposição na mídia, desempenho e imagem. Após suas conquistas neste último mundial, Usain elevou ainda mais o seu cachê, que, de acordo com os cálculos, está em U$3.000,00 por metro percorrido e isso pode aumentar ainda mais dependendo dos concorrentes.

Seus rendimentos já ultrapassam de 20 milhões de dólares anuais, nada mal comparado aos 1 milhão de dólares dos outros atletas de atletismo, e ele não pensa em parar, já visa os jogos olímpicos do Rio e tornar-se o maior medalhista olímpico da história. E quem dúvida dessa lenda? Há um limite para ele?

Ele mesmo pode responder:

“ Sempre há limites. Eu não conheço os meus.”

Usain Bolt

Compartilhe!
error0

Mito, lenda, rei, fantástico, divino, atributos positivos não faltam para descrever Michael Jordan.

Mas como um garoto pobre,  nascido no Brooklyn/NY e criado na Carolina do Norte se transformou numa marca de sucesso?

Primeiro, com trabalho duro! Existe uma história de que Michael foi cortado do time do colégio onde estudou, o seu treinador da época disse a ele que não teria futuro no basquetebol, Jordan se trancou em seu quarto e chorou durante horas. Esse foi o start para ele trabalhar duro, apesar do talento, ele nunca escondeu que sem esforço e dedicação o sucesso não vem. “Eu jogo para ganhar, seja durante o treino ou num jogo real. E eu não vou deixar que nada fique no caminho de mim e do meu entusiasmo competitivo para ganhar”. Realmente, dedicação, esforço, persistência e trabalho duro são fundamentais para uma marca se torne forte e reconhecida.Michael Jordan

Michael Jordan desenvolveu também sua identidade visual, fator que faz com que uma organização se diferencie das outras. Seus símbolos eram: jogar com a língua para fora da boca, seu bigode ralo e seu salto que se transformou no logotipo da Air Jordan, marca que possui em conjunto com a Nike.

Outro fator presente em Jordan, essencial para uma empresa, é o foco, ele sabia muito bem o que queria, sempre demonstrou competitividade, seu sonho era jogar basquete, se preparou para isso e fazia com alegria. Tanto que quando resolveu se aventurar no baseball não deu certo e foi motivo de chacota, desviou o foco, mas até mesmo uma grande marca pode falhar, se redimiu do erro e voltou para NBA no ano seguinte. “Eu posso aceitar a falha, todos falham em alguma coisa. Mas eu não posso aceitar não tentar”. Uma instituição deve definir seu campo de atuação, seu público-alvo e focar neles.

Por último, a importância do trabalho em equipe e Michael Jordan nunca escondeu de ninguém a influência dos seus companheiros na sua maneira de jogar, principalmente demonstrando gratidão a seu eterno parceiro Scottie Pippen. “O talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos”. Seja no esporte, no mundo corporativo ou na vida pessoal, a equipe com quem você trabalha e/ou as pessoas com quem convive são o alicerce para o seu sucesso, “uma andorinha só não faz verão”. Talvez o Chicago Bulls e a seleção dos Estados Unidos não teriam sido campeões sem Michael Jordan, mas certamente não seriam campeões somente com ele. Grandes talentos brilham com o apoio de uma grande equipe.

Com uma bela gestão da sua carreira e marca, que transpira inovação e determinação, Michael Jordan reinventou a forma de jogar basquetebol, popularizou por todo o planeta a NBA e o Chicago Bulls, além de ser considerado por muitos, inclusive eu, o maior atleta da história.

Michael Jeffrey Jordan:

– Está no hall da fama do basquetebol desde o ano de 2009;

– Campeão universitário pela Universidade da Carolina do Norte;

– Bicampeão olímpico pela seleção Norte-americana;

– Seis vezes campeão da NBA pelo Chicago Bulls;

– Eleito o jogador mais valioso da NBA (MVP) em 5 temporadas.

Compartilhe!
error0