Tag

relações públicas e branding

Browsing

Para quem achava que Public Relations estava morto… está mais vivo do que nunca!

Com o advento das redes sociais, o PR (ou public relations, para os não íntimos) foi colocado na geladeira de forma injusta.

Agora ele volta com força total e mostra que é o grande protagonista para a construção e fortalecimento de marcas em uma realidade na qual marcas perceberam que, embora importantes e relevantes para a sua comunicação, as redes sociais não são garantia para engajamento e para que a mensagem chegue ao seu público de interesse no timing correto.

E, para falar sobre as relações públicas e seu novo momento, conversamos com o nosso parceiro Lucas Lima, diretor de estratégia de marca da Midiaria.com. Os melhores momentos foram compilados em uma série de vídeos. Acompanhe!

1. O que é relações publicas?

Para Lucas, “toda estratégia de PR precisa estar ligada a um plano integrado de comunicação, pois somente assim ela vai gerar valor para marcas e consumidores”. Portanto, mais do que fazer um press release, é preciso pensar como o jornalista ou influenciador enxergará relevância naquele conteúdo, e até mesmo vivenciar a experiência que a marca pretende fomentar.

2. Novo momento das Relações Públicas

No próximo vídeo você saberá quais desafios uma pequena empresa enfrenta na hora de aplicar as Relações Públicas em sua comunicação! Não deixe de acompanhar!

Lucas Lima: Cofundador é líder de projetos em branding na Midiaria.com. Comunicólogo de mercado pela Universidade Metodista de São Paulo, especialista em Comunicação Organizacional pela Faculdade de Comunicação Cásper Líbero e Master em Gestão de Marcas e Branding pela Business School São Paulo. Experiência nas áreas de Relações Públicas, Branding, Gestão da Imagem e Reputação.

Compartilhe!
error0

Está difícil gerir a reputação no seu processo de branding? E o relacionamento com seus públicos? Acalme-se! O profissional de relações públicas pode te ajudar…e muito!

“As empresas estão em um grande aquário e todo mundo pode ver o que está acontecendo dentro”. A frase de Philip Kotler cabe como uma luva neste artigo. Nesta atual era da transparência, o relacionamento e a reputação se tornaram ativos intangíveis muito valiosos para as organizações.

É o que mostram os dados da Ocean Tomo  em pesquisa realizada em 2015: Nos últimos 20 anos, os ativos intangíveis passaram a representar 87% do valor de uma marca!

Reputação-relacionamento-ativos-intangíveis-branding

A reputação se constrói pouco a pouco, no dia a dia, na experiência das pessoas que se relacionam com a organização. Essa experiência é materializada na interação com os pontos de contato da marca. E as pessoas envolvidas na organização são fundamentais neste processo.

Pessoas e pontos de contato? O que isso tem a ver com relacionamento no branding?

Tudo a ver! Os pontos de contato são TODAS as oportunidades que a marca tem de gerar experiência com seus públicos.

Sua função é transmitir o DNA da marca  de forma homegênea e, principalmente, com credibilidade. Mas será que as pessoas envolvidas em uma organização podem funcionar como pontos de contato?

A resposta é SIM! Já que é por meio de pessoas que as marcas se tornam mais reais, mais humanas. Cito um exemplo: Ao ser atendido por alguém em uma loja, além dos pontos de contato visuais e sensitivos, a maneira como o atendente acolhe o consumidor fará toda a diferença em sua percepção da marca.

E isso não se restringe apenas aos consumidores! O relacionamento entre os diretores e os colaboradores de uma organização é fundamental para que os consumidores percebam de forma correta a essência da marca.

Todo o público interno, independente da hierarquia, precisa ter a consciência de que suas atitudes fazem parte da organização e refletem diretamente na reputação da marca, podendo contribuir tanto para seu sucesso quanto para seu fracasso.

Sendo assim, as estratégias de uma organização devem ser pensadas em função de tangibilizar a essência da marca para todos os públicos que se relacionam com ela – cada um à sua maneira. Além disso, um dos objetivos do branding é humanizar a marca  e investir na criação de vínculos entre pessoas e organizações pode ser o caminho mais apropriado para este fim.

E como fazer a marca se relacionar de forma adequada com públicos tão diversos?

Uma coisa é certa: construir relacionamentos duradouros já não é apenas mais uma estratégia de gestão; é uma estratégia de sobrevivência! No entanto, devido a sua importância, precisa ser conduzido por quem possui expertise no assunto. E é aí que entram os profissionais de relações públicas.

As relações públicas têm uma função mediadora na relação organização-públicos. Estes profissionais se apoiam em análises e pesquisas definindo cada público com suas devidas particularidades, o que facilita o relacionamento e a comunicação.

A partir desta análise, traçam estratégias direcionadas a cada um deles e realizam uma comunicação dirigida com o objetivo de alcançar os melhores resultados. Estes profissionais procuram também buscar garantias para que os anseios de cada público sejam considerados, respeitados e, sobretudo, contemplados nos processos que envolvem a gestão da empresa.

Relações públicas, gestor de relacionamentos, profissional de relações institucionais. Existem vários nomes por aí hoje em dia. Porém, o nome é o que menos importa! O que importa é ter, no processo do branding, um profissional habilitado para gerenciar estes relacionamentos e auxiliar na construção/manutenção da reputação da marca, aumentando assim, as chances de retorno financeiro, engajamento dos públicos e recomendações à organização.

 

Carlise Nascimento (Kaká)Carlise (Kaká) Nascimento é Relações Públicas, especialista nas áreas de comunicação digital, gestão do relacionamento, gestão e reputação de marcas, e comportamento do consumidor. É mestre em Comunicação, pela Universidade Federal de Goiás e faz doutorado em Comunicação e Consumo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-SP). Atua há mais de 10 anos com assessoria e consultoria nas áreas de pesquisa, comunicação e marketing. Também ministra treinamentos in company, aulas em pós-graduação e em graduação, tendo em seu currículo instituições como IPOG, UniALFA, Belas Artes (SP), Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e Universidade Federal de Goiás (UFG). É sócia-diretora de Relações Públicas na Hype Assessoria em Comunicação.

Compartilhe!
error0